FUT ou FUE?

Transplante Capilar: Resumo

O foco do transplante capilar é restaurar a identidade de cada paciente, devolvendo o equilíbrio facial, jovialidade e autoestima. Portanto, o transplante capilar precisa ‘copiar’ a natureza, por isso é importante que o médico tenha conhecimento técnico e sensibilidade artística para restaurar as características de cada paciente. A naturalidade do transplante capilar depende do equilíbrio entre técnica e arte.

COMO É FEITO o transplante capilar:

O transplante capilar utiliza o cabelo do próprio paciente, logo não há risco de rejeição. Nós retiramos os fios da área doadora (região posterior da cabeça) e depois transplantamos para a região calva.

Como é um procedimento minimamente invasivo, usamos anestesia local e uma leve sedação para que o paciente não sinta o tempo passar: precisamos de 8-10 horas para realizar o transplante capilar. Leva tanto tempo assim, porque cada ‘fio’ (unidade folicular) é ‘plantado’ individualmente, dessa forma o médico consegue reproduzir a formação natural do cabelo, recriando os ângulos inclinados, redemoinhos e as diferenças na densidade de acordo com cada região.

TÉCNICAS UTILIZADAS:

Nosso cabelo é formado por milhares de folículos capilares que naturalmente, nascem agrupados. Cada grupo é uma unidade folicular (UF) e pode conter de 1 a 4 fios. São essas unidades foliculares que utilizamos no transplante capilar para que ele fique natural.

As unidades foliculares podem ser retiradas por duas técnicas: a FUT e a FUE (manual ou robótica):

FUT- a sigla vem do inglês, Follicular Unit Transplantation, é o transplante da unidade folicular. As UFs são colhidas por meio de uma incisão linear na área doadora, seguida de Sutura Tricofítica (que não deixa marca aparente pois camufla a linha cicatricial). Nessa técnica de transplante capilar, as unidades foliculares são separadas pela equipe médica que utiliza microscópios ultramodernos com visão 3D.

O transplante capilar FUT obtém um aproveitamento maior da área doadora, ideal para transplantes capilares que necessitem de 3.000 UFs ou mais por sessão e pacientes com menos de 30 anos.

FUE- a sigla também vem do inglês, Follicular Unit Extraction, que é a extração da unidade folicular. Essa técnica de transplante capilar não precisa de sutura, já que as unidades foliculares são retiradas individualmente por meio de uma micro incisão circular. A recuperação do paciente que opta pelo transplante capilar FUE é em 1 semana, porém ela é mais indicada para pacientes que necessitem de sessões menores (até 2.500 UFs), que não tenham elasticidade suficiente para realizar o transplante capilar FUT ou para atletas/ esportistas.

O transplante capilar FUE pode ser realizado manualmente ou com auxílio do robô Artas.

A recuperação da área doadora, em ambas técnicas de transplante capilar, costuma não trazer desconfortos ou dores, nem marcas visíveis: a sutura e as micro-incisões ficam extremamente discretas e até mesmo invisíveis na maior parte dos casos.

14895549_1223245591074672_855442056_o

 

NATURALIDADE:

É essencial que o médico tenha olhar artístico para reproduzir o aspecto mais legítimo do cabelo: a desordem elegante dos milhares de fios. O cabelo não nasce em uma linha reta certinha e delimitada, ele tem suas suaves irregularidades tanto no desenho quanto na densidade.

As UFs são transplantadas uma-a-uma pelo médico, que vai criando uma escultura capilar única, respeitando a expectativa e o objeto de cada paciente. Trabalho técnico, artesanal e sutil que recria todos os aspectos natos do cabelo de cada paciente: direção e angulação dos fios, variações de densidade e volume e, sobretudo, uma distribuição natural do cabelo respeitando as características faciais de cada paciente. Nenhum transplante capilar será igual ao outro.

Untitled-3

DENSIDADE do Transplante Capilar

Restaurar o volume natural do cabelo é um dos objetivos principais do transplante capilar. O volume final não depende apenas do número total de fios transplantados, mas também com o tamanho da área calva e características do fio (coloração e calibre).

A explicação é matemática: um cabelo (sem calvície ou doenças) contém de 70 a 100 UF/cm2. Mas, surpreendentemente, com pouco mais da metade dessa densidade já é possível criar a ilusão de um cabelo cheio. Outro ponto a ser considerado é o calibre do cabelo: quanto mais grosso, uma menor densidade será necessária para criar o volume desejado. Já o cabelo fino torna necessária uma maior quantidade de UFs, visto que o volume criado por cada fio é menor. Mas, em média, podemos dizer que 40-50 UF/cm2 conseguem criar a desejada ilusão de um cabelo cheio. No caso dos cabelos finos, densidades maiores (60 UF/cm2) serão necessárias. Essa ilusão de volume é o que chamamos de densidade cosmética, que é diferente da densidade real natural (o cabelo original) mas que cria um aspecto muito satisfatório.

recuperação e resultados

Após o transplante capilar não é necessário usar bandagens e o paciente volta para casa no mesmo dia. O pré-transplante não exige grandes cuidados e o pós-transplante é muito tranquilo (veja Guia do Paciente). O retorno ao trabalho já estará liberado no segundo dia, desde que não exija grande esforço físico. Alguns cuidados rotineiros serão necessários, mas nada que interfira na rotina normal do paciente.

O aspecto no pós é bem discreto desde o início. Em geral, cinco dias são suficientes para que sua aparência não comprometa os negócios e um aspecto  extremamente discreto é obtido geralmente entre sete a dez dias após o procedimento, quando o transplante capilar já passa despercebido.  Na técnica FUE por não haver sutura, a cicatrização das micro-incisões ocorre em 1 semana, quando o visual já fica totalmente discreto.

No primeiro mês, gostaríamos de vê-lo para ver se está tudo bem e se tem lavado bem o seu novo cabelo. Depois alguns retornos também são pedidos, rotina para que o paciente sinta-se bem orientado e assistido. Estamos sempre à disposição dos nossos pacientes.

Em casos onde é realizado o transplante capilar FUT, as atividades físicas serão liberadas com o tempo. Caminhadas por exemplo, estarão liberadas já a partir do terceiro dia; Corrida com duas semanas e assim vamos liberando conforme a recuperação for evoluindo. Já o transplante capilar FUE não restringe nenhum tipo de atividade física.

Nesse período de duas semanas recomendamos também não fumar (ou pelo menos reduzir drasticamente o consumo de cigarro) e evitar bebidas alcoólicas (no máximo uma dose ou taça por dia).

O resultado surge aos poucos, grande parte dos cabelos implantados caem em até quatro semanas e o crescimento reinicia após um repouso de 4 meses, quando ainda não há resultado visível. Com seis/nove meses, observamos um resultado inicial. O aspecto final surge com mais de um ano. Demora um pouco, é fato. Mas quando olhamos as fotos anteriores, é aí que temos a exata noção da mudança, de todo o ganho estético,  de uma naturalidade ímpar: nosso perfeccionismo e dedicação ficam evidentes.

Formas de Atendimento:

+55 11 3889-7356

Email: faleconosco@cabelo.med.br

ou

Clique aqui e envie uma mensagem